As companhias aéreas brasileiras iniciaram na última quarta-feira a política de fiscalização mais rígida das bagagens de mão em voos domésticos, segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas – ABEAR.

O padrão definido para a mala de mão será o mesmo para todas as companhias aéreas e que devem possuir as seguintes dimensões: 35cm de largura X 25cm de profundidade X 55cm de altura (incluindo rodinhas e alça).

São os padrões internacionais da Associação Internacional de Transporte Aéreo – IATA.

Para a bolsa adicional, chamada de item pessoal, levado abaixo do assento da frente, o limite de tamanho é de 45cm de largura X 20cm de profundidade X 35cm de altura.

Em abril o aeroportos passam a receber a fiscalização mais rígida, mas com teor educativo. A partir de maio, as malas fora do padrão precisarão ser despachadas nos check-ins das companhias aéreas, estando sujeitos a cobranças de acordo com o tipo de franquia contratado para a viagem.

De acordo com a ABEAR, a campanha de orientação aos passageiros sobre as normas de utilização de malas a bordo terá início nos aeroportos de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Viracopos em São Paulo e Natal.

Esses primeiros aeroportos implementam as novas regras de triagem no dia 25 de abril.

Na semana seguinte, em 17 de abril, a fiscalização mais rígida atinge o Aeroporto de Confins em Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Salvador e Belém. O despacho obrigatório das malas fora do padrão inicia em 2 de maio para esse grupo.

No dia 24 de abril, inicia a campanha educativa no aeroporto Goiânia, Porto Alegre, Congonhas em São Paulo, Guarulhos-SP; Galeão e Santos Dumont no Rio de Janeiro. A triagem começa no dia 13 de maio para estes terminais.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.