Cyalume x Poluição do Meio Ambiente

Até algum tempo atrás os tubinhos plásticos de luz artificial colorida eram utilizados pelos mergulhadores como meio de sinalização, principalmente nos mergulhos noturnos. Os mergulhadores amarravam uma unidade desses tubinhos na torneira do cilindro de mergulho com intuito de tornar mais fácil a visualização por outros mergulhadores.

Cyalume é uma marca, mas acabou sendo a referência de tubinho de luz artificial entre os mergulhadores, e nada mais é, do que um pequeno bastão plástico com dois elementos químicos na forma líquida e separados por um pequeno tubo de vidro no interior do tubo maior. Ao entornar o tubo plástico externo, o tubo de vidro interno se quebrava e permitia que os elementos químicos se misturassem, gerando a luz artificial por algumas horas, nas cores verde, rosa ou azul.

Durante anos este simples acessório ajudou bastante na segurança dos mergulhadores, no entanto, de alguns anos pra cá ele foi banido pelas operadoras de mergulho, porque ficou constatado que ele pode contribuir para a degradação do meio ambiente intoxicando os seres aquáticos, caso o óleo contido no interior do tubo venha ser abrir.

De uns tempos pra cá, autoridades de diversos países vêm determinando a proibição do uso deste produto, porém, como ele é utilizado em outras atividades além do mergulho, ainda é possível encontrar alguns modelos disponíveis no mercado internacional.

É muito comum ver em festa de casamento a distribuição de pequenas pulseiras e colares durante a comemoração do evento, deixando os convidados literalmente “iluminados”, e esses itens nada mais são do que o mesmo artigo luminoso utilizado antigamente no mergulho.

Causas

Dezenas de redes de espera foram encontradas abandonadas no mar com cyalumes amarrados para atrair os peixes, e infelizmente os tubos luminosos se degradaram com o tempo e liberaram os elementos químicos no mar. Anos atrás foram recolhidos da costa, cerca de 7mil cyalumes flutuando livremente na costa americana.

Pesquisas realizadas em laboratório concluíram que o óleo luminescente usado pelo cyalume, causa alterações nas proteínas e no DNA das células, prejudicando as funções das mesmas.

Segundo um artigo publicado em um jornal, o líquido presente nesses bastões pode provocar alergias, mutações e câncer.

É fundamental que todos os mergulhadores divulguem esses fatos, para que possamos evitar o uso desse tipo de produto, pois existem outras alternativas de sinalizadores que não degradam o meio ambiente e não será por falta deste produto que o mergulho se tornará menos interessante e inseguro.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986 pela CMAS, participando da primeira turma da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount IANTD, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho, fotografia e vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, sendo o idealizador do portal Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP) e responsável pelo tema Mergulho no 1° Atlas dos Esportes do Ministérios dos Esportes.

Atuou na produção de diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência para a mídia, órgãos públicos no país e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO, quando o assunto é mergulho em naufrágio.

Veja também:

Rio de Janeiro – Mergulho noturno na Praia Vermelha

De fácil acesso e baixa profundidade, o mergulho saindo de praia nesse local, pode render excelentes mergulhos noturnos.

Mergulho Noturno – É realmente uma atividade interessante ?

Saiba mais sobre essa especialidade do mergulho e conheça alguns pontos importantes para um mergulho seguro com as dicas deste profissional.

Curso de Mergulho Avançado – Por que o mergulhador deve realizar ?

Um curso avançado vai ampliar o conhecimento e as habilidades do mergulhador. Conheça as vantagens que este curso pode trazer.

Zona morta do Golfo do México cresce e vida marinha vai desaparecendo

Cientistas alertam para as graves consequências que a expansão da zona morta trará aos ecossistemas marinhos e economia local, se na da for feito.