Os equipamentos de mergulho acabam tendo medidas específicas para que o mergulhador possa utilizá-los de acordo com suas características corporais, e muitas vezes, em razão das dificuldades de compra no Brasil, infelizmente o mergulhador acaba adquirindo um equipamento incondizente com suas dimensões.

Algumas vezes o custo muito baixo acaba induzindo o mergulhador ao erro, e isso poderá acarretar em um desempenho ruim na água, como deslocamento, flutuabilidade e sua própria segurança.

Há também, a possibilidade de cansaço pelo esforço físico demasiado, tornando o mergulho nada agradável.

Numa ocasião percebi um mergulhador utilizando um colete asa com dimensões superiores ao seu corpo, deixando-o totalmente instável dentro d’água e desproporcional fora dela. Era visível que o equipamento estava grande demais, passando a chamar a atenção dos demais mergulhadores. Além disso, ele tinha dificuldades em simplesmente conseguir clipar o mosquetão da spool e do deco marker no butt plate, por este estar mais longe do que seus braços alcançavam.

Em outra ocasião, percebi que a máscara pequena em um rosto grande, atrapalhava o campo visual da mergulhadora.

E por aí vai, coletes grandes ou pequenos demais, nadadeiras incorretas para os pés e coisas do tipo.

Antes da compra

Verifique se o colete equilibrador ou asa tem o tamanho adequado ao seu corpo, se você alcança todos os acionamentos de forma correta e há alguma dificuldade na fixação dos equipamentos.

Na compra da máscara, snorkel e nadadeira, certifique que seu campo visual esteja perfeito, que o bocal do snorkel não machuca e sua nadadeira está cabendo com a meia ou bota de mergulho.

A roupa de mergulho jamais deve estar apertada. Além do desconforto durante o mergulho, qualquer alteração corporal, poderá se tornar um transtorno para o mergulhador. Muita atenção ao capuz, no que diz respeito à parte do pescoço. Verifique se nessa área não está apertado em demasia.

Quanto aos equipamentos de pulso, como computadores e profundímetros, verifique se você consegue enxergá-los com facilidade.

Conclusões

O mergulhador não deve se preocupar somente com o custo do material. É preciso ter em mente que os equipamentos de mergulho sendo bem tratados e passando pela manutenção adequada, acabam durando muitos anos, valendo a pena investir mais e comprar um equipamento de qualidade e condizente com as dimensões adequadas ao corpo.

Preferir investir em um equipamento de mergulho por que seu custo está muito atrativo, pode ser um tiro no pé se ele não for adequado, e depois não adiantará reclamar, porque você não irá conseguir trocá-lo e terá problemas em seus mergulhos.

Tenha em mente que o mergulho deve ser uma atividade de interação e relaxamento, e não um problema pelo equipamento possuir um tamanho inadequado.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho e fotografia / vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência quando o assunto é mergulho e naufrágios para a mídia e órgãos públicos no país, e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO.