Galeão Serrambi – O mistério continua

Um dos aspectos que mais chama a atenção nos naufrágios é o seu histórico. Mais ainda, quando não se detém a real identificação dele, o que aumenta ainda mais o mistério.

Um dos naufrágios mais conhecidos em nossas águas é sem dúvida o Galeão Serrambi, naufrágio este já bastante conhecido pelos mergulhadores brasileiros e com muitas hipóteses quanto a sua real identificação.

Até o momento, ninguém conseguiu comprovar a origem deste naufrágio e como ele foi parar ali naquele local.

Agora o mistério aumenta ainda mais com o pedaço de uma antiga garrafa que foi encontrado recentemente pelo instrutor de mergulho Marcelo Gesteira, um profundo conhecedor dos naufrágios do sul do Estado de Pernambuco, principalmente na região de Serrambi.

Segundo ele, estava contemplando uma área onde se encontrava um Polvo nos destroços do naufrágio. Normalmente são vistos alguns restos mortais de animais que serviram de refeição para o molusco, porém, bem próximo havia uma forma mais ou menos definida, o que chamou sua a atenção. Ele então resolveu pegar o pequeno objeto e realizar uma limpeza, removendo as incrustações.

Após a limpeza cuidadosa ficaram visíveis as inscrições A. Houtman & C° Schiedam, que após algumas pesquisas na Internet, ficou constatado se tratar de uma antiga garrafa usada para armazenar uma bebida destilada muito comum na Holanda no passado.

A. Houtman & Co. era uma empresa localizada na cidade de Schiedam, na Holanda, criada no ano de 1872 em um pequeno armazém de estilo eclético projetado pelo arquiteto M. Wouterlood.

As propriedades representam um estilo muito comum  da indústria Schiedam Jenever (1850-1880), e o desenho da fachada assimétrica é o resultado da disposição no piso térreo mais largo, onde de um lado ficava a destilaria e do outro a caldeira. Devido ao seu valor arquitetônico e histórico-cultural holandês, a fachada está preservada até os dias atuais, segundo a Agência Nacional do Patrimônio Cultural da Holanda.

Tudo indica que a garrafa encontrada estava no navio antes do afundamento, e com isso, mais uma dúvida surge entre os mergulhadores… Seria o Galeão Serrambi um naufrágio holandês ?

Fachada da destilaria A. Houtman & Co. atualmente – Foto: Google
Por:
Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui e entre em contato conosco para o conteúdo para a maior revista eletrônica sobre mergulho do Brasil, com acesso gratuito aos mergulhadores.