Em 1845 os navios HMS Terror e HMS Erebus, sob o comando de John Franklin, um veterano das Guerras Napoleônicas, iniciaram uma viagem com um único objetivo: encontrar a passagem do noroeste.

Infelizmente a expedição não chegou ao fim e todos morreram antes de completarem um quinto do caminho, e somente em 1850 que 11 navios britânicos e dois americanos conseguiram encontrar os primeiros sinais da expedição anterior: túmulos de três tripulantes, na Ilha Beechey e alguns anos depois, o encontro de alguns dos marinheiros que mencionaram que alguns esquimós viram um dos navios naufragando.

Membros da equipe de arqueologia subaquática da Parks Canada, uma agência do governo canadense, revelaram impressionantes fotos do navio obtidas em sete mergulhos com ROV.

Marc-André Bernier, gerente de arqueologia subaquática da Parks Canada, diz que a equipe está deslumbrada com a qualidade da descoberta.

“A condição em que encontramos a cabine do capitão Crozier supera em muito nossas expectativas. As prateleiras da despensa, com pratos e garrafas, e a cabine do capitão Francis Crozier, onde encontraram um tripé e dois termômetros, estão intactas.”

Foto: Parks Canada

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.