Trazendo novidades em primeiro lugar, divulgamos aqui o mais novo lançamento em lanternas de mergulho: As lanternas baseadas em Diodo Emissor de Luz, também conhecidos como LED.

Basicamente a tecnologia empregada neste novo tipo de lanterna, é a evolução em diodos do tipo LED, normalmente utilizada em equipamentos eletrônicos para indicar quando estes estão ligados.

Led1Seu princípio de funcionamento, é a excitação dos átomos no material semicondutor com a passagem da corrente elétrica, ao contrário de uma lâmpada que gera luz pelo aquecimento do filamento ou por uma descarga elétrica em um gás.

Normalmente as lâmpadas de filamento apresentam vácuo no interior do bulbo, onde algumas vezes, são colocados gases no bulbo para atingir a temperatura de cor desejada.

O circuito de um LED necessita alguma resistência, de modo que não seja um curto circuito como ocorre nas lâmpadas tradicionais. Essa resistência deve estar de acordo com o modelo utilizado para não danificá-lo.

Led2Erroneamente, algumas pessoas estão chamando este tipo de lanterna como HLD, mais este nome na verdade é uma marca registrada de uma lanterna de um determinado fabricante.

As lanternas a base em Leds, irão revolucionar o mercado de lanternas, pois além do custo inferior as lâmpadas HID’s disponíveis no mercado, o Led tem potência maior e com uma durabilidade também superior.

Vantagens de uma lanterna LED

Potência – 10 vezes mais potente que uma lanterna de halogênio e 2 vezes mais que uma HID.

Tempo de vida médio da lâmpada – 10.000 a 50.000 horas dependendo do modelo de LED, contra as 1.000 horas de uma HID.

Autonomia – De 50 a 150 horas em uso contínuo, dependendo do modelo.

Temperatura de cor – 10.000 graus Kelvin – significando que a luz emitida será menos absorvida pela água, iluminando mais.

Vários LED’s – Esses LED’s possuem um custo inferior e não quebram com facilidade como as HID’s. Você poderá ter 2, 3 ou até mesmo 6 LED’s na mesma lanterna, obtendo redundância, pois caso uma delas falhe, ainda terá outros LED’s em funcionamento.

Resta agora aguardar os fabricantes darem início a produção de lanternas com Led, pois com certeza, irá segurança e um aproveitamento melhor do mergulho.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986 pela CMAS, participando da primeira turma da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount IANTD, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho, fotografia e vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, sendo o idealizador do portal Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP).

Atuou na produção de diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência para a mídia, órgãos públicos no país e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO, quando o assunto é mergulho em naufrágio.