Se você é um mergulhador sério, provável investiu uma quantia significativa em dinheiro no equipamento de mergulho, logo, não é necessário dizer que você precisa cuidar muito bem desse equipamento, certo ?

Não só a manutenção adequada prolonga a vida útil do seu equipamento, mas também é a melhor forma se manter seguro durante o mergulho.

A manutenção regular dos equipamentos de mergulho exige que você inspecione visualmente, limpe e manuseie corretamente todas as peças de sua configuração usando etapas específicas para cuidados pré e pós-mergulho.

Portanto, antes da próxima viagem de mergulho, siga algumas dicas listadas abaixo, para garantir que seu equipamento esteja seguro e pronto para o mergulho.

É importante verificar como estão as cintas das nadadeiras – Foto: Clécio Mayrink

Máscara, Snorkel e Nadadeiras

Pré-mergulho: Estique todas as cintas para procurar rachaduras na borracha. Normalmente elas aparecem nas pesadas tiras de borracha das nadadeiras de calçadeira aberta. Havendo alguma rachadura, é preciso substituir imediatamente a cinta.

Uma área de falha comum em uma máscara é a vedação nas bordas de contato com o rosto do mergulhador. Ela pode ficar deformada com o tempo e permitir vazamentos para o interior da máscara. Verifique as fivelas de ajuste da cinta da máscara, pois elas podem rachar ou entupir com areia, sal ou detritos que possam interferir na sua função. Observe também a cinta da máscara, a alça de fixação do snorkel e o bocal.

Pós-mergulho: Para evitar o surgimento de mofo, lave a máscara, nadadeiras e o snorkel com água fresca e deixe escorrer a água completamente antes de guardá-los. É importante estar seguro que a máscara esteja totalmente seca. Guarde as nadadeiras totalmente abertas, sem dobrar a pala.

Reguladores / Instrumentos

Pré-mergulho: Uma boa ideia é conectar seu regulador ao cilindro de mergulho ao preparar seus equipamentos. Respire algumas vezes pelo regulador e pelo octopus, verificando a leitura no manômetro. Inspecione visualmente todas as mangueiras do regulador para garantir que não haja rachaduras, certifique que não haja furos ou rasgos nos bocais e verifique se há corrosão nas conexões de metal.

Se você usar protetores de mangueira, afaste-os do primeiro estágio para verificar o estado da mangueira abaixo deles. Ao mesmo tempo, procure corrosão no primeiro estágio. Rachaduras nas mangueiras ou corrosão evidente em qualquer um dos componentes do regulador requerem serviço profissional de um técnico qualificado.

A maioria dos mergulhadores agora usa computadores e, embora esses dispositivos raramente falhem, uma bateria descarregada pode interromper um dia de mergulho. Portanto, verifique o indicador do nível de carga da bateria do seu computador e siga as instruções do fabricante substituir a bateria. Se você tiver uma bússola analógica, gire a caixa para garantir que a placa da bússola se mova livremente.

Pós-mergulho: Ao enxaguar seu regulador, certifique-se de que as válvulas de purga nos segundos estágios não sejam comprimidas e que a tampa (cone) do primeiro estágio esteja firme no lugar. Depois de mergulhar o regulador por inteiro na água limpa, enxágue o segundo estágio e, se possível, jogue água morna pelo bocal do regulador, deixando-a sair pelo diafragma de exaustão. Enxague o conector da mangueira do colete, deslizando o engate para frente e para trás. Limpe bem com água corrente o computador de mergulho e manômetro. Se estiver usando um console, lave bem o interior do mesmo para remover toda a água salgada.

Colete Equilibrador (BC)

Pré-mergulho: Verifique o seu colete conectando-o a um regulador que esteja instalado em um cilindro. Injete ar no colete e verifique se há vazamentos. Um técnico deve reparar qualquer vazamento antes do uso.

Ao inflar, verifique também se as válvulas de alívio de pressão estão funcionando adequadamente e deixe o colete cheio por uns 20 minutos para verificar se ele mantém a pressão do ar.

Observe as cintas, inclusive a de fixação do cilindro e fivelas. Havendo um acúmulo de uma substância branca calcária ou pó verde, são indicações de corrosão. A corrosão menor geralmente pode ser limpa com uma escova rígida metálica e um mistura de vinagre com água fresca.

Havendo zíper nos bolsos, verifique se eles estão funcionando perfeitamente.

Verifique as condições das cintas, fivelas e D-Rings – Foto: Clécio Mayrink

Pós-mergulho: Lave o colete em água fresca e se possível, morna. Retire todo o ar do colete, coloque-o no fundo de um tanque com água e o deixe imerso por uns 30min. Para enxaguar o interior, pressione o botão de inflagem manual e jogue água corrente até que o colete esteja uns 50% cheio de água, usando uma mangueira.

Agite o colete para movimentar a água no interior do colete e em seguida, drene a água usando as válvulas de descarga e da traqueia pelo power. Feito isso, conecte o colete em um regulador e faça a inflagem dele para eliminar o que sobrou de água no interior do colete, forçando a saída pelas válvulas de segurança. Isso é importante para remover cristais de sal e areia de cada uma dessas válvulas. Depois retirar o ar e deixe secar.

 

Roupa de Mergulho

Pré-mergulho: Examine a roupa de mergulho procurando por rasgos, cortes ou desgaste significativo em torno dos punhos, pescoço e nas costuras. Certifique-se de que o zíper está atuando corretamente, puxando-o suavemente. Lubrificá-lo com uma aplicação fina de cera à base de parafina costuma ajudar bastante.

Roupa Seca exige uma inspeção mais detalhada quanto às vedações dos punhos e do pescoço, além do zíper seco. Qualquer imperfeição, rachadura ou corte, podem causar vazamentos. Inspecione o zíper seco em busca de dentes que possam estar faltando, dobrados ou desgastados.

Verifique o funcionamento das válvulas de enchimento e esvaziamento, além de realizar o procedimento de verificação de vazamentos no tecido da roupa.

Pós-mergulho: Lave a roupa com água doce corrente e deixe-a secando à sombra. Somente guarde a roupa quando houver a certeza de que ela está 100% seca. Se você urinou na roupa ou é do tipo “mentiroso” (Saiba mais: Diurese de Imersão), é possível lavar a roupa com shampoo neutro a fim de retirar ou reduzir o odor.

Importante

Jamais deixe seus equipamentos secando ao sol. Os raios solares degradam muito os equipamentos e diminuem sensivelmente a durabilidade deles.

Lubrificar o zíper da roupa, prolonga a vida útil do equipamento – Foto: Clécio Mayrink

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e no autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver e Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência em mergulho e naufrágios para diversas entidades como ONU, UNESCO e diversos órgãos públicos no Brasil.