Mergulhador é flagrado tentando embarcar cocaína em navio no Porto de Santos

Ao menos 28 kg de cocaína foram apreendidos, na madrugada desta quarta-feira, e que seriam embarcadas em um navio no Porto de Santos, no litoral de São Paulo.

A carga estava com um mergulhador próximo a um navio com destino a Europa. O suspeito conseguiu fugir pelo mar e não foi localizado.

O flagrante, considerado inédito, foi realizado pelas equipes da Receita Federal e da Polícia Federal  (NEPOM), com da Polícia Militar, nas proximidades de um terminal de contêineres no complexo portuário. A tentativa de embarque da droga aconteceu no MSC Meline, previsto para deixar o cais nos próximos dias.

Pela primeira vez, as equipes se depararam-se com um mergulhador auxiliando na ação do tráfico internacional em Santos. Para levar a droga protegida da água, o mergulhador estava utilizando uma bolsa impermeável com tabletes de cocaína, que seriam içadas por algum tripulante do navio.

Ao notar a aproximação das equipes federais, o mergulhador abandonou a mala, submergiu na água e fugiu pelo mar. O material foi apreendido logo em seguida. A bordo do navio, durante uma vistoria, não foi encontrado qualquer indício de droga já embarcada.

Em maio do ano passado, um dispositivo “porta drogas” foi encontrado anexado ao casco de um navio atracado em um terminal. Na ocasião, foram apreendidos 33 kg de cocaína.

A droga encontrada hoje boiando no mar foi levada para a Delegacia da Polícia Federal, no Centro de Santos. O material foi apreendido e pesado. As equipes agora iniciam uma investigação para identificar os envolvidos, origem e o destino do carregamento ilícito interceptado.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.

Veja também:

Tunamar – Um navio com história – Solana Star o navio das “Latas”

Famoso naufrágio no Rio de Janeiro, por transportar toneladas de latas de maconha, ficando conhecido com "o verão da lata".