Alejandro Ramos é um peruano que mergulhava utilizando compressor para caçar ostras em Pisco, região localizada ao sul do Peru.

Durante seu último mergulho, uma embarcação se aproximou do barco em que estava o compressor que fornecia ar para Alejandro, e acidentalmente acabou rompendo a mangueira que levava o ar até os 36m de profundidade, com sua hélice.

O mergulhador subiu correndo ignorando todas as paradas descompressivas.

Sabendo que iria sofrer de doença descompressiva, a tripulação da embarcação que causou o problema emprestou seu compressor para que Alejandro retornasse para a água e realizasse a descompressão, que deveria demorar aproximadamente 2h .

Após 30min de espera e impacientes para retornar e vender o que haviam pescado aos restaurantes, acabam tirando Alejandro da água antes da finalização de toda a descompressão. O mergulhador acabou sobrevivendo, contudo, seu maior pesadelo havia começado.

Alejandro começou a sofrer com grande inchaço pelo corpo e foi analisado por vários médicos, por ser um caso inédito mundial. Nenhum médico jamais presenciou ou ouviu falar de um acidente que deixasse a pessoa nessas condições.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.