Pallas

Data: 25/09/1893

GPS:

Localização: Barra do Rio Itajaí-Açu

Profundidade (m):

Visibilidade (m)

Motivo: Revolta Armada

Estado: Desmantelado

Carga:

Tipo: Casco de aço

Nacionalidade: Brasil

Dimensões (m)

Deslocamento (t): 845

Armador: Companhia Frigorífica Brasileira

Estaleiro

Propulsão: Vapor

Fabricação:

Notas: Navio de casco de aço e de propulsão a vapor, movido a hélice, pertencente à Companhia Frigorífica Brasileira, com sede no Rio de Janeiro, que os revolucionários da Armada, em setembro de 1893, incorporaram às suas forças navais. Tomou o seu comando o Primeiro-Tenente Pio Torelly, rio-grandense-do-sul destemido o qual, bravamente, enfrentou o fogo das fortalezas da barra do Rio de Janeiro, forçando-a, no dia 17 do dito mês.

Chegou a Santa Catarina, em companhia do Aquidabã, no dia 21. Dias depois, aprisionava o Vapor do Lóide Iris. Quando pretendia investir, à noite, à barra do Rio Itajaí (Santa Catarina), a 25 de outubro do dito ano, naufragou, não havendo, felizmente, vítimas. Durante longos anos sua carcaça aflorava das areias do pontal daquela então perigosa barra. Trazia como nome um dos apelidos de Minerva, considerada como deusa da guerra.

Fonte: Marinha do Brasil

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.