Especialistas dizem que este peixe pode realmente matar os gigantes gentis, e um professor local decidiu salvá-los desses animais.

Dra. Melissa Gibbs, professora de biologia da Universidade de Stetson, visita o Blue Spring State Park uma vez por mês para ver os bagres que se prendem aos manatees. Segundo ela, esses peixes usam a sucção para ficarem presos aos manatees e começam a tirar as algas da pele do animal.

Os manatees se esforçam muito para sacudir e tentar se livrar desses peixes, e acabam queimando mais calorias que o normal, o que pode levá-los à morte. Outro risco é que os manatees tenham que sair com mais frequência para o rio com água fria, e correm o risco de sofrer algum tipo de choque térmico, podendo também matá-los.

Espécie invasora na Flórida

Segundo os pesquisadores, muitas pessoas começaram a comprar bagres da Bacia Amazônica para comer as algas em seus aquários em casa. Com o tempo, eles ficam grandes demais (60cm) e acabam sendo liberados na natureza.

Pra piorar a situação, este tipo de bagre se reproduz rapidamente, chegando a colocar 30.000 ovos por uma única fêmea em um único verão.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.