Pesquisadores do Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH), encontraram o submarino o USS H-1 Seawolf, construído em 1909, na Union Iron Works (San Francisco, Estados Unidos), sendo usado pela marinha americana para patrulhar a costa atlântica de Long Island durante a Primeira Guerra Mundial.

Ele se encontra em uma praia ocidental da ilha de Santa Margarita, Baja California Sur, apenas a 15m de profundidade.

Em 6 de janeiro de 1920, juntamente com o H-2, o H-1 iniciou seu retorno à Califórnia, na costa leste, cruzando o Canal do Panamá. Em 12 de março, os dois submarinos estavam navegando nas águas do sul da Califórnia, mas em meio a uma tempestade e sem possibilidades de manobras, o H-1 encalhou a 365m de distância de Round Point, na ilha de Santa Margarita.

Nos dias seguintes, os navios de salvamento do exército americano tentaram levar o USS H-1 à tona novamente, mas após manobras intensas, o submarino acabou naufragando no dia 12 de abril, ficando em posição de navegação aos 15m de profundidade.

Em 2016, o Instituto Nacional de Antropologia e História do México recebeu uma notificação sobre a presença de um submarino histórico na Baía de Magdalena, a oeste da Ilha de Santa Margarita, ao sul da Baja California, e confirmaram a informação ao visitar o local do naufrágio.

Um pouco de história

O USS H-1 (SS-28) era o principal navio de sua classe de submarino da Marinha dos Estados Unidos, sendo originalmente chamado Seawolf.

Ele foi adicionado atuava ao longo da costa oeste de San Pedro, Califórnia, e durante vários exercícios e patrulhas, viajou pela costa de Los Angeles, Califórnia, até a Colúmbia Britânica, frequentemente acompanhado de seus navios irmãos H-2 e às vezes H-3.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.