Frequentemente vemos os mergulhadores pedindo ao amigo para fecharem sua roupa de mergulho, devido ao posicionamento do zíper normalmente estar na parte de trás da roupa de mergulho.

O zíper de roupa semi-seca e seca, são zípers especiais, pois eles são do tipo zíper estanque, justamente por não permitirem a passagem da água para o interior da roupa de mergulho. São zípers especiais e extremamente caros, e todo cuidado é pouco para esse tipo de item.

Ao fechar o zíper de uma roupa de mergulho, quem for ajudar, precisa tomar cuidado durante o fechamento para que o zíper corra adequadamente pelo trilho dos dentes, e para que o fechamento (ou abertura) ocorra de forma correta e sem danificar a roupa.

Com o tempo de uso, os dentes do zíper ficam mais desgastados e tendem a gerar problemas durante o uso da roupa, daí, a necessidade de deslizar de forma lenta e correta na hora de for ajudar ao colega.

Puxar o zíper rapidamente irá facilitar ao carrinho deslizante (responsável pelo fechamento / abertura da roupa) acabar realizando um encaixe ineficaz entre os dentes e, consequentemente, poderá danificar o zíper antes mesmo do início do mergulho, deixando o mergulhador na mão justamente na hora de descer para mergulhar.

O fechamento rápido e de forma brusca, também poderá danificar todo o trilho de dentes, chegando a danificar o acabamento plástico do zíper, quando for o caso.

Zípers plásticos normalmente são usados em roupas do tipo semi-seca, e são mais frágeis que os zípers metálicos.

Uma vez danificado, não há como corrigir o problema, e será necessária a substituição por um novo zíper.

Além de ser um produto importando, caro e dificilmente encontrado no Brasil, a troca de um zíper, seja ele de plástico reforçado ou metálico, irá requerer um profissional especializado e muito tempo para a troca, pois o procedimento é manual e não fácil de realizá-lo.

Portanto, ao fechar ou abrir um zíper de roupa de mergulho, tome muito cuidado ao deslizar o zíper, para que ele consiga andar pelo trilho de forma lenta e sem danificar os dentes.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho e fotografia / vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência quando o assunto é mergulho e naufrágios para a mídia e órgãos públicos no país, e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO.