Suporte para equipamentos saindo de praia

Quem mergulha saindo de praia, sabe muito bem o transtorno que o mergulhador passa na hora de entrar na água, tendo que carregar suas nadadeiras e equipamento de foto / vídeo nas mãos, e principalmente, quando a praia é lotada de pedras e corais, como é o caso de Bonaire, por exemplo.

Pensando numa forma de facilitar essa entrada, uma boa e simples alternativa, é usar um pequeno cabo com mosquetão, para fixar esses equipamentos junto ao colete equilibrador, utilizando o d-ring frontal, normalmente encontrado na grande maioria dos coletes atualmente comercializados pelo mercado.

No meu caso, precisei muito desse auxílio durante o meu ingresso nos pontos de mergulho em Bonaire, tendo em vista que nos locais de entrada, encontramos muitas pedras, corais, e em alguns casos, diversos pequenos ouriços prontos para furar o mergulhador descuidado. Além disso, nem sempre podemos contar com a ajuda de uma pessoa durante a incursão.

Durante a incursão até o ponto de mergulho, fixava as nadadeiras e meu equipamento de foto no colete (exemplo nas fotos ao lado), e quando estivesse com a água na altura da cintura, fazia a colocação das nadadeiras. Posteriormente, soltava meu equipamento de foto, permitindo uma entrada mais segura na água, por estar com as duas mãos livres. Se houver uma queda do mergulhador, por estar caminhando em uma área com pedras, haveria a possibilidade de tentar se apoiar usando as mãos, pois temos um equilíbrio melhor quando estamos com as mãos livres.

Mas onde encontro este cabo para fixar meus equipamentos ?

Como esse tipo de produto não existe no mercado, é preciso fabricá-lo, o que não é nada complicado, caro e impossível de ser feito por qualquer mergulhador.

No meu caso, utilizei dois mosquetões fabricados em inox, interligados por um pequeno cabo de nylon.

Cada ponta do cabo é amarrada em um mosquetão, e após a equipagem, basta fixar um mosquetão em um dos d-ring´s do colete equilibrador. Depois, passamos a outra ponta por dentro das cintas das nadadeiras, fazendo a “clipagem” do segundo mosquetão no mesmo d-ring onde foi fixado o primeiro.

Pensando em uma forma mais simples e mais em conta, pode-se também, amarrar uma das pontas do cabo diretamente no d-ring do colete, deixando apenas um mosquetão na outra ponta. A desvantagem, é que esse cabo ficará fixo em seu colete e você não poderá removê-lo a qualquer momento.

Quanto aos mosquetões utilizados, evite o uso do mosquetão de pressão, o modelo usado nas duas primeiras imagens ao lado. Em uma das ocasiões, um deles ele se soltou, demonstrando não ser confiável. Mosquetões de pino, o tipo usado por mergulhadores técnicos, é preciso puxar o pino para trás para abri-lo, sendo muito mais confiáveis e seguros.

Transporte-Equipamentos

Conclusão

Esse cabo de fixação é bem simples de ser feito e pode facilitar muito a vida dos mergulhadores durante a entrada na água, quando o mergulho é executado em praias com pedras e corais.

Você conseguirá andar com as mãos livres, tendo um equilíbrio melhor, apesar de todo o peso do material de scuba.

Se você realiza esse tipo de mergulho, faça uma análise, pois talvez essa simples e barata solução, poderá ser bastante útil a você.

Clecio Mayrink
Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em 1987 pela CMAS e realizou Dive Master em 1990 pela PADI. Hoje é mergulhador Técnico Trimix (Mergulho Profundo) e de cavernas (Technical Cave Diver e Advanced Cave Side Mount / No Mount). É juiz internacional de apneia pela AIDA e foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008. Produziu documentários sobre as Bahamas, Bonaire, Galápagos e Laje de Santos, visitando mais de 30 países. Foi o idealizador do site Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP), atuou como consultor para a ONU, UNESCO, além de diversos órgãos públicos no Brasil.