Quando o mergulho de caverna começou, as spools de mergulho não existiam, e muito menos, estavam disponíveis para a compra pelos mergulhadores.

Naquela época quem mergulhava em caverna, fazia suas próprias spools usando qualquer coisa que permitisse enrolar o cabo.

Num certo dia, o pioneiro do mergulho em cavernas Woody Jasper usou um carretel de fita medicinal com tampa, desses modelos usados para esparadrapo, e enrolou uma pequena quantidade de cabo.

O mergulhador de caverna do norte da Flórida, Bill Hogarth, viu a ideia de Woody e começou a usar carretéis de fios elétricos, conseguindo assim, colocar mais cabo. Surgia ali a atual spool de mergulho.

Ao longo dos anos, a spool de mergulho e posteriormente as carretilhas, foram customizadas e aperfeiçoadas para uma ergonomia melhor, se tornando mais resistentes e duráveis do que as soluções caseiras originais.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho e fotografia / vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência quando o assunto é mergulho e naufrágios para a mídia e órgãos públicos no país, e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO.