Cerca de 70 baleias são encontradas mortas no sul do Chile

Cerca de 70 baleias foram encontradas mortas na região de Aysén, no sul do Chile, informou o Serviço Nacional de Pesca (Sernapesca). Incidente acontece menos de um ano depois que mais de 330 animais ficaram encalhados em uma área remota da Patagônia chilena.

Pelo tamanho dos animais foi descartado que pertencessem à mesma espécie das baleias-sei encalhadas no final de 2015. Os animais foram detectados a cerca de seis horas de navegação de Porto Chacabuco.

“São menores dos que observamos na vez anterior”, disse o diretor do Sernapesca, José Miguel Burgos. Elas estão em um lugar mais acessível, o que permitirá um processo de inspeção nos próximos dias.

As autoridades afirmaram que os animais morreram há mais de dois meses, mas que os cadáveres ainda estão inteiros, por isso, eles estão otimistas de poder realizar autópsias para descobriu o que provocou as mortes.

“A primeira coisa que temos que investigar é se houve intervenção humana ou não”, afirmou Burgos.

Embora tenha sido complicado determinar o que provocou o primeiro encalhe maciço, devido ao avançado estado de decomposição dos animais quando foram encontrados, os cientistas apontaram a “maré vermelha”, uma floração de algas nocivas, como a causa mais provável.

Fonte: France Presse

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.

Veja também:

Os melhores lugares do mundo para ver baleias

Saiba onde encontrar agrupamento de baleias e aproveite sua viagem usando um live aboard nos principais pontos de mergulho.

Baleia azul é filmada na Baía de Monterey

Fotógrafo de vida selvagem estava com sua equipe preparando uma produção, quando se depararam com uma grande baleia nadando na proximidades.

Tubarão-baleia é flagrado próximo à Ilha do Farol, em Arraial do Cabo

Espécie é inofensiva, não tem dentes e se alimenta de plânctons.

SeaWorld anuncia morte da orca Tilikum, que matou treinadora em 2010

Orca vivia em parque de Orlando, na Flórida, havia 25 anos. Em 2010, ela foi responsável pela morte da experiente treinadora Dawn Brancheau.