Pesquisadores encontraram dois naufrágios do século 19 durante as buscas pelo voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido em 8 de março de 2014.

As embarcações descobertas a 2.300km a oeste da Austrália em 2015, foram identificadas por pesquisadores como integrantes de uma inglesa que transportava carvão.

Já a localização do voo MH370 continua desconhecida, quatro anos após o avião desaparecer com 239 pessoas a bordo, quando voava de Kuala Lumpur para Pequim.

Descobertas

Um dos naufrágios encontrados em dezembro de 2015, foi identificado como sendo uma barca de ferro. Ross Anderson, curador de arqueologia marítima do Museu da Austrália Ocidental, disse que possivelmente o navio seria o West Ridge (sumiu em 1883), o Kooringa (1894) ou o Lake Ontario (1897), sendo om ais provável o West Ridge, que desaparecera com seus 28 tripulantes enquanto navegava entre a Inglaterra e a Índia.

A embarcação foi encontrada relativamente intacta, em posição de navegação, a cerca de 4.000m de profundidade.

O outro navio também encontrado em 2015, está a 36km de distância do primeiro, e fabricado com casco de madeira. Segundo Anderson, este segundo navio pode ser o W. Gordon, que sumiu enquanto navegava entre a Escócia e a Austrália em 1877, ou ainda, Magdala, que desaparecera em 1882 enquanto viajava entre o País de Gales e a Indonésia.

Analisando as imagens do sidescan, evidências apontam que o navio naufragou como resultado de um evento catastrófico, como uma explosão por exemplo, o que era comum no transporte de cargas de carvão”, explica Anderson.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.