A Embratur e o IBAMA irão promover o afundamento de 25 navios no Estado de Pernambuco para promover a prática do mergulho de contemplação. Deste total, 12 serão em Porto de Galinhas.

O anúncio foi feito pelo presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, em uma coletiva realizada após a abertura do Visit Pernambuco, semana passada. O município de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco, já foi um dos destinos contemplados pela medida com o naufrágio das embarcações Riobaldo e Natureza, realizados em setembro.

“Temos a ambição de transformar o Brasil no maior player do mundo em mergulho de contemplação. Não temos terremotos, não termos furacão e isso tudo contribui. O turista de mergulho passa no mínimo dez dias no destino. No mundo todo o Recife Artificial aumenta a quantidade de vida marinha. Essa medida vai favorecer e desenvolver o turismo nessas regiões”, destacou Gilson Machado.

No plano estão previstos o afundamento de vagões, aeronaves, embarcações de diversos tamanhos, estátuas gigantes e viaturas blindadas em áreas propicias para o mergulho, que vão trazer desenvolvimento de pousadas, hotéis e resorts e são prioridade dos órgãos e do Ministério do Turismo.

A ação faz parte do Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico proposto pela Embratur com foco no turismo náutico. A ideia é reformular políticas públicas que aliem desenvolvimento e sustentabilidade para alavancar o segmento de mergulho e trazer mais competitividade no mercado de Turismo internacional.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.