Vemos todos os dias, mais empresas de fora do mercado de mergulho comercializando equipamentos de mergulho na internet.

Normalmente esses produtos possuem qualidade inferior e são oriundos de fabricantes de segunda e até terceira linha de qualidade.

Além disso, de uns tempos pra cá, esses mesmos sites passaram a vender produtos diretamente da China, assim como o eBay e AliExpress, mas há diferenças nesse tipo de venda, onde o consumidor poderá ter grandes dores de cabeça após algum tempo.

A partir do momento em que esses sites de varejo e bem conhecidos aqui no Brasil passam a comercializar um produto que será importado, eles deveriam informar claramente ao consumidor que ele poderá ter que pagar uma tarifa tributária para a aduana brasileira, e essa informação nunca é exposta de forma explícita, pegando muitos consumidores de surpresa ao receberem a carta para pagar o tributo na agência dos Correios.

Recentemente outros dois problemas começaram a surgir com certa frequência:

  • Erros na tradução
  • Texto enganando o consumidor

Grandes varejistas utilizam sistemas de tradução automática, gerando muitas vezes, informações erradas e incompreensíveis pelo consumidor.

Outra possibilidade, é quando o grande varejista abre o sistema para que o vendedor parceiro coloque seu anúncio. Muitos estão cadastrando anúncios com entendimento errado sobre o que está sendo vendido e enganando o consumidor.

O cliente acredita estar adquirindo um produto X, quando na verdade, é um pequeno acessório do equipamento principal.

Vejamos um pequeno exemplo abaixo:

Ao ler o anúncio o cliente pode acreditar que está adquirindo um pequeno cilindro auxiliar de mergulho, quando na verdade, o anúncio se refere apenas à bolsa de transporte do cilindro. É um anúncio que leva o consumidor ao erro de interpretação.

O título principal do anúncio deveria ser “Bolsa para cilindro de mergulho”

Talvez o anúncio possa ser tratado como uma propaganda enganosa pelas leis brasileiras e, o site de comércio varejista é solidário com o problema, pois independente do anúncio ter sido publicado por um terceiro, o cliente chegou até a página de compra, em virtude da relevância do nome e marca do site varejista.

Se você está cogitando comprar algum equipamento em lojas de fora do mercado de mergulho, cuidado !

Procure tomar muito muito cuidado e leia toda a página para não entrar em uma fria e ter dores de cabeça posteriormente.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho e fotografia / vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência quando o assunto é mergulho e naufrágios para a mídia e órgãos públicos no país, e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO.