Recentemente foi deixada comigo, uma lanterna Sola da Light & Motion, e o objeto era verificar um problema de mau funcionamento, pois a lanterna não ligava, apesar dela ter passado por uma manutenção recentemente.

Ao abrir a lanterna percebi rapidamente a origem do problema e estava relacionado ao painel de led’s.

Terminais soldados na placa de Led´s – Foto: Clécio Mayrink

Os led’s responsáveis pela luz produzida na lanterna, são fixados em um painel circular em alumínio, que por sua vez, é encaixado por último e antes da tampa rosqueada de fechamento. Ele é na verdade um circuito eletrônico bastante delicado.

 

Quando a lanterna é aberta, logo se tem acesso a este painel, que pode ser facilmente removido ao ser puxado no sentido contrário ao da lanterna, e aí há uma pegadinha.

A remoção deste painel de led’s não traz problemas, porém, é preciso ter um cuidado especial colocação na lanterna.

Este painel de led’s não é encaixado com fixação lateral ou pelas bodas, melhor dizendo. Ele utiliza como fator de fixação, cinco terminais de contatos elétricos que são responsáveis pela conexão de fixação e eletrônica dos led’s com a placa de circuito eletrônico no interior da lanterna.

Resumindo: uma fixação extremamente simples e frágil.

O problema é que ao encaixar os terminais do painel de led’s no conector da placa do circuito eletrônico, esses terminais são forçados no sentido contrário ao encaixe, e devido a fragilidade, os terminais se desprendem facilmente do painel de led’s.

A dica para esta pegadinha é: Quando for encaixar o painel de led’s na placa do circuito eletrônico da lanterna, você precisa empurrar este painel dos led’s exatamente pelos terminais, colocando a ponta do dedo por cima deles e empurrando por ali. Assim, você evitará o esforço do movimento contrário nesses terminais e, consequentemente, o desprendimento generalizado deles em relação a placa.

Se o desprendimento já ocorreu e os terminais ficaram soltos e sem o contato eletrônico com o circuito, a solução mais fácil é raspar cada uma das trilhas do circuito eletrônico, algo em torno de 1 a 2mm de cada trilha e, fazer com que essa área raspada “pegue solda”, e estendendo essa solda até cada um dos terminais.

Dessa forma, os terminais conseguirão manter um contato eletrônico ativo e a lanterna funcionará perfeitamente.

Se o procedimento acima for feito, você deverá redobrar a atenção quando houver a necessidade de uma nova manutenção da lanterna, como a substituição das baterias, por exemplo, pois os terminais sempre estarão sensíveis ao descolamento novamente.

Ilustração

Abaixo uma ilustração dos terminais do painel dos led’s encaixados na placa do circuito eletrônico.

Ilustração da conexão dos terminais do painel de led no circuito eletrônico – Arte: Brasil Mergulho

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho e fotografia / vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência quando o assunto é mergulho e naufrágios para a mídia e órgãos públicos no país, e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO.