Mergulhadores civis da Historic England descobriram o dispositivo histórico durante um mergulho arqueológico em um naufrágio antigo.

Uma equipe de oito mergulhadores da marinha inglesa de Portsmouth foi enviada para a área onde foi deixado o artefato bélico, após sua remoção do naufrágio. O objeto era destruí-lo com segurança no mar em uma complexa operação de seis dias.

O tenente Ben Brown, oficial encarregado da unidade de mergulho com sede em Portsmouth, disse: “A complexidade dessa tarefa não deve ser subestimada. Lidar com uma das maiores peças de material militar alemão da Segunda Guerra Mundial no estuário do Tamisa, apresenta algumas das condições de mergulho mais desafiadoras para se trabalhar.

Com visibilidade nula debaixo d’água e fluxo de maré significativo, as janelas de mergulho são extremamente limitadas e todo o trabalho na munição deve ser realizado com muito cuidado.

As condições climáticas desafiadoras também adicionaram mais complexidade e, ao mesmo tempo, os trabalhos foram executados ao lado de um dos canais de transporte mais movimentados do Reino Unido.

Essa condições são exatamente o que os mergulhadores da Royal Navy Clearance são treinados e realizaram um excelente trabalho para manter o público e outros marinheiros a salvo “.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.