Também conhecida como pé de pato, a nadadeira que apesar de ter uma simples aparência, é com certeza, um dos equipamentos onde mais os fabricantes investem em pesquisas e testes para um melhor aproveitamento e impulsão do mergulhador.

NadadeiraSeu objetivo, é impulsionar o mergulhador embaixo d’água, sendo fundamental para se ganhar velocidade e estabilidade durante o mergulho, proporcionando um mergulho mais amplo e seguro.

Antigamente elas eram fabricadas em borracha, e com o passar dos tempos e após centenas de pesquisas, os fabricantes iniciaram a produção de nadadeiras com um certo tipo de plástico ou de fibra de carbono, tornando-a mais leve e diminuindo o cansaço após o mergulho. Hoje, é possível encontrar no mercado nadadeiras de calcanhar, sem calcanhar, pala média (comprimento médio) e pala longa, ideal para quem pratica caça-submarina.

Modelos com calcanhar, são indicados para mergulhadores recreacionais e que pouco mergulham, pois a propulsão fornecida é inferior aos modelos sem calcanhar. Seu custo é inferior aos demais modelos.

Nadadeiras sem calcanhar, dão maior propulsão, sendo mais fáceis de serem calçadas.

Você deve se atentar para o tipo de tira que segura a nadadeira em sues pés, pois é fundamental que esta tenha boa qualidade para que você não tenha a surpresa dela arrebentar no momento em que você já estiver no mar para se equipar para o mergulho.

Nadadeira-MolasNo mercado é possível encontrar alguns modelos de tiras com molas de inox, que fixam melhor a nadadeira aos pés do mergulhador, além de extinguir a possibilidade de encontrar a tira de fixação arrebentada, em razão da durabilidade do inox.

Alguns modelos possuem um tipo de trava para que a tira não se solte, mais isso é desnecessário, além de aumentar muito o custo.

Já os modelos de pala longa, não são aconselháveis para o mergulho autônomo, pois levantam muita suspensão, além do espaço necessário para transportá-las e de deixarem o mergulhador totalmente desajeitado.

Ao procurar um modelo, faça uma avaliação entre os modelos disponíveis, coloque nos pés, veja os detalhes e qualidade do material em si.

Preço na maioria das vezes, não significa nada quando falamos sobre nadadeiras. Se você pretende mergulhar várias vezes ao ano, um modelo sem calcanhar é o ideal, não esquecendo que o uso de uma bota é essencial.

Meia com nadadeira sem calcanhar não dá certo, pois além de machucar o pé, irá se desgastar no terceiro mergulho.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986, participando da primeira turma de Dive Master da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho e fotografia / vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS, em 2008, é o idealizador do site Brasil Mergulho em 1998 (MTB 0081769/SP) e atuou em diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência quando o assunto é mergulho e naufrágios para a mídia e órgãos públicos no país, e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO.