Pesquisadores encontram banco de corais com 16Km² em Noronha

Pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) anunciaram a descoberta de um novo banco de corais, com 16Km² de área na faixa dos 50m de profundidade e distante 5Km de Fernando de Noronha.

Segundo a equipe do departamento de Oceanografia, é um dos maiores bancos da espécie de coral conhecida como “Cérebro do Nordeste”. Os pesquisadores mapeavam o fundo do da região quando foram surpreendidos pelo achado.

A expedição responsável pela descoberta dos corais ocorreu em maio de 2017, e desde então, os especialistas estão catalogando a vida marinha encontrada na área do banco formado pela espécie chamada cientificamente de Montastrea cavernosa.

A equipe também desenvolveu um equipamento para gravar as imagens submarinas e observar em tempo real as áreas profundas.

Por:

Redação

Se você possui algum conteúdo relacionado ao mergulho e acha que pode ser interessante dividir com outros mergulhadores ?

Clique aqui para entrar em contato conosco e enviar o conteúdo a principal revista eletrônica sobre mergulho do Brasil.

Veja também:

A ilha brasileira onde só pode entrar quem já teve Covid 19

Parece brincadeira, mas não é. Segundo a administração de Fernando de Noronha, a pessoa terá que provar que já teve Covid 19.

Fernando de Noronha reabre Parque Nacional a partir de sábado

A reabertura da visitação pública será feita de forma gradual e de forma monitorada, segundo portaria publicada na última sexta-feira.

Parque Nacional de Cozumel fecha por causa de doença em corais

Operadoras locais protestaram contra a decisão de fechar os recifes ao turismo, alegando que sofrerão uma perda de renda inaceitável como resultado.

Corais “mortos” pelas mudanças climáticas estão voltando à vida

Pesquisadores da Universidade de Barcelona constataram que alguns corais que estariam "mortos", conseguiram voltar a mostrar sinais de vida.