Timeline do Mergulho no Brasil – 1952 a 2003

Em 2003 fui convidado para participar da produção do Atlas dos Esportes no Brasil, o primeiro documento oficial do governo brasileiro sobre os esportes praticados no país.

Para isso, um grande estudo foi realizado nas mais variadas áreas dos esportes, e tive a oportunidade de ser um dos responsáveis por esse estudo na árrando mergulho.

Esse atlas foi um projeto desenvolvido pelo Ministério dos Esportes e tinha como objetivo, realizar o primeiro levantamento sobre as atividades praticadas no Brasil, para para se ter uma ideia do potencial do nosso mercado.

Diversas informações históricas do Brasil e no exterior foram levantadas na época, e abaixo, você poderá ler parte desse estudo, lembrando que o texto foi publicado em 2004 no Atlas dos Esportes no Brasil.

1952

Fundação da Associação Brasileira de Caça Submarina (ABCS), no RJ. A partir de 1954 iniciam-se os Campeonatos Brasileiros de Caça Submarina.

1958 -1959

  • Fundação da Confédération Mondiale des Activités Subaquatiques (CMAS) em Mônaco, tendo como primeiro presidente o Comandante Jacques Yves Cousteau.
  • Oficializa-se a prática do mergulho livre como esporte competição no mundo, que antes era organizada pelo Comitê de Esportes Subaquáticos da Confederação Internacional de Pesca Esportiva (1952).
  • A ABCS promove o Campeonato Internacional de Caça Submarina em Angra dos Reis – RJ.
  • Primeiro campeonato mundial de caça submarina em Sesimbra – Portugal, o Brasil participa desta competição, ficando em terceiro lugar por equipes.

Década de 1950 

  • Começa a despontar a indústria brasileira do mergulho, tendo como pioneiras a Atlântida, a Menrod do Brasil e a Orca.
  • Com o auxílio dos meios de comunicação, o esporte desperta maior interesse nacional.
  • Luis Pini, registra em Fernando de Noronha e Atol das Rocas o pioneirismo na foto submarina brasileira.
  • A pesca sub chega a Florianópolis-SC, tendo por Antônio Júlio da Silva, George Wildi, Joel Moura e Hugo de Souza.
  • Estima-se, neste período a fundação de 15 clubes de caça submarina no Brasil.

1960

Bruno Hermanny conquista o título individual máximo na caça submarina na ilha de Ustica, Sicília, feito que repetiu em 1963 no Rio de Janeiro, tornando-se o primeiro bi-campeão mundial.

1964 

  • Américo Santarelli, apneísta recordista mundial, inicia no ramo empresarial com a fundação da empresa Cobra Sub, no Rio de Janeiro.
  • Na década de 1970, inova com o estaleiro Cobra Náutica, que é o abriga maior quantidade de barcos do Brasil, tendo também clientes dos Estados Unidos, Canadá, América do Sul, Europa e África.

Década de 1960

  •  Jacques Cousteau produz a série americana “O Mundo Submarino de Jacques” (1968-1976).
  • Nesta década surgiram destacados apneístas como o italiano Enzo Maiorca, o brasileiro Américo Santarelli, o polinésio Tetake Williams, o chinês Jacques Mayol e o norte-americano Robert Croft.

1973

  • Fundação do Clube Barracuda de Desportos-CBD, na Urca-RJ, um dos mais tradicionais clubes do Brasil e celeiro de grandes atletas dos esportes subaquáticos.
  • Criação da entidade de pesquisa e proteção ambiental Cousteau Society, na França.

1975

A equipe brasileira de caça submarina formada por Conrado Malta, Paulo Freitas (Turiba) e Gelson Francisco da Costa (Gandola) vence o mundial no Peru.

1980

  • Fundação da Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS), no Rio de Janeiro, que passa a estruturar o Sistema Brasileiro de Ensino de Mergulho, dentro das normas internacionais da CMAS e Marinha do Brasil.
  • Fundação da Divers Alert Network (DAN) nos Estados Unidos.

1982

Lançamento da Revista Mergulhar: A Descoberta do Mar.

1983

Fundação da Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica (SBMH) em São Paulo, atualmente com serviço especializado nos estados do RJ, SP, CE, RN, RS e PR, totalizando 23 estabelecimentos.

1986 

A empresa Leomar inicia suas atividade como fabricante de roupa de mergulho sob medida.

1987

  • O mergulhador Luciano Moreira de Souza Filho é eleito pelo COB atleta do ano na pesca sub.
  • Em 1987, a Leomar participa do Salão Náutico de São Paulo como a única representante da indústria do mergulho na exposição.

1988

Jacques Mayol, (chinês), coordenou as filmagens subaquáticas do filme “Imensidão Azul”, de Luc Besson, que ajudou a popularizar a prática do mergulho em todo o mundo.

1989

  • A Marinha do Brasil e a Petrobrás firmam convênio e inauguram, na Ilha do Mocanguê-RJ, o maior Centro Hiperbárico da América Latina.
  • Marcus Werneck, instrutor e especialista em cavernas, funda a PDCI Brasil no Rio de Janeiro, representada em vários estados brasileiros.

1990

Fernando Kuramoto vence o Campeonato Brasileiro e Mundialito de foto-sub. Fundação da Confederação Brasileira de Caça Submarina (CBCS) no Rio de Janeiro.

1992 – 1993

  • O apneísta Claude Capius funda a Associação Internacional para o Desenvolvimento da Apneia (AIDA), na França.
  • Celebração mundial do 50º aniversário da invenção do mergulho scuba moderno.
  • Neste ano, são certificados 515 mil novos mergulhadores no mundo.
  • Eduardo Paim Bracony entra para o Guiness Book (9x recordista mundial de pesca subaquática).
  • Criação do Instituto de Biologia Marinha e Mergulho-IBIMM em SP.

1994

O atleta mergulhador Luciano Moreira de Souza Filho é eleito novamente pelo COB, atleta do ano na pesca sub recebendo homenagem do COI.

1995

A Revista Náutica lança, como edição especial, a Revista Mergulho, referência no segmento da mídia segmentada.

1996 

Fundação da Sociedade Brasileira de Mergulho Adaptado (SBMA), no Rio de Janeiro. Clóvis Dutra, um dos pioneiros da pesca subaquática cria a empresa Real Dive.

1997

  • A Copa do Brasil de Foto Sub, válida como Campeonato Brasileiro de 1997 / 1998 é realizada no Salão Náutico Internacional do Rio de Janeiro e marca o pioneirismo com o primeiro concurso da história do esporte nacional a ser decidido com voto popular eletrônico.
  • O Brasil é vice-campeão do Sul Americano no Chile e conquista o direito de representar o continente Americano no Campeonato Mundial de Pesca Sub na Croácia, em 1998.

1998

Realização do Primeiro Encontro Nacional de Mergulho Adaptado, em Arraial do Cabo – RJ. Durante este evento a Professora Lúcia Sodré assume o posto de Diretora de Cursos e a SBMA passa a ser referenciada como Centro Internacional de Treinamento.

1999

  • Arraial do Cabo sedia grandes eventos: o Campeonato das Américas de Pesca Sub, paralelo ao Sul Americano, no qual o Brasil conquista o título de campeão individual e por equipes; e a Semana Internacional de Mergulho, promovida pela CBPDS e CONSUASA (atualmente denominada Confederação Pan-Americana de Atividades Subaquáticas (COPAS).
  • Delmar Soares Corrêa, conquista o penta-campeonato de foto sub.
  • Lançamento do portal Brasil Mergulho, centro de informações com mais de 3 mil páginas.

2000 

A Universidade Federal do Paraná inicia o curso Ciências do Mar.

2001 

Em Ubatuba-SP, realiza-se uma etapa do evento internacional Clean-Up, que acontece anualmente em várias partes do mundo com o objetivo de promover ações sociais de limpeza de praias, mares e oceanos, envolvendo este ano 220 mergulhadores.

Carlos Secchin, fotógrafo, mergulhador e ambientalista, lança o livro Narcosis (euforia que acomete o mergulhador em grandes profundidades). Escrito entre 1976 e 1999 este livro, dentre outras obras de Secchin ressalta seus 35 anos de mergulho nos mares do Brasil.

2002

O 23º Campeonato Mundial de Pesca Subaquática, realizado na Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo-RJ contou com a participação de 19 países.

Realização do Primeiro Congresso Brasileiro de Medicina Hiperbárica, em Salvador.

O mergulhador Luciano Moreira de Souza Filho lança o livro “As aventuras de um Pescador Sub”.

2003

Inauguração do laboratório experimental com o mais profundo tanque oceânico do mundo (23 milhões de litros de água) no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

O instrutor de mergulho e cinegrafista Emílio Rodrigues (Zagaia) participa do Reality Show Big Brother Brasil – TV Globo e, com isso, auxilia simultaneamente a divulgação da prática do mergulho.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986 pela CMAS, participando da primeira turma da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount IANTD, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho, fotografia e vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, sendo o idealizador do portal Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP).

Atuou na produção de diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência para a mídia, órgãos públicos no país e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO, quando o assunto é mergulho em naufrágio.

Veja também:

O início do Mergulho no Brasil

Um relato histórico do inicio do mergulho no Brasil, escrito pelo Comandante Alfredo Francisco Costa Ferreira, no ano de 1979.

Álvaro Villar Moreira – Um dos responsáveis pela chegada do mergulho ao Brasil

Seguramente ele foi um dos responsáveis por trazer a técnica do mergulho autônomo ao Brasil, numa época em que o país não possuía escolas de mergulho.

Mergulho na História: Cilindros Duplos da Cobra Sub com reserva

Eles eram o desejo de muitos mergulhadores em um passado não tão remoto, e permitiram a realização de diversos mergulhos e exploração de novos pontos.

Fernando Kuramoto – Pioneiros do Mergulho Brasileiro – Episódio 16

Cinegrafista e fotógrafo subaquático, é um dos pioneiros em instrução de mergulho no Brasil. Trabalhou coma equipe do Aquashow.