Inverno: Hora de Mergulhar !

Se você é daqueles que esperam o verão chegar para vestir a roupa de mergulho para cair na água, cuidado. Você pode estar perdendo excelentes mergulhos.

Diversos mergulhadores imaginam que o verão, é a época mais propícia ao mergulho, em função do calor e águas mais claras, mas imaginar isso é um grande erro.

As condições de mar no Brasil são adversas e frequentemente encontramos águas claras e quentes em pleno inverno brasileiro.

Lembro por exemplo, de um final de semana chuvoso e relativamente frio no Rio de Janeiro. Fui até Angra dos Reis com um grupo de amigos, onde iríamos mergulhar no naufrágio Pinguino. Chovia forte, estava frio, o desânimo era geral, as condições no dia, eram de nuvens carregadas, mar extremamente calmo, sem correntes e sem operadoras de mergulho no mar.

Ao chegar no ponto de mergulho, a surpresa… Era possível ver o Pinguino ainda do barco, de tão clara que estava a água na ocasião. Durante o mergulho, a água estava com a temperatura em torno dos 23° C e visibilidade de 15m. Os fachos das lanternas iam longe, iluminando o casco sombrio do Pinguino deitado de lado.

Quem conhece o naufrágio do Pinguino, sabe como é a visibilidade no fundo lodoso, porém, nesse dia em questão, a visibilidade aos 18m, chegava aos 5 ou 6 metros na horizontal. Ficamos impressionados com o que víamos.

Esse dia foi um exemplo de que mergulhador ativo, é aquele que sai inclusive, em dias chuvosos e sem sol.

O mar nem sempre condiz com as condições climáticas da superfície e quem mergulha sempre, sabe muito bem do que estou dizendo.

Outro ponto importante, é a possibilidade de mergulhos com menos custos, tendo em vista que o número reduzido de mergulhadores e turistas nas cidades costeiras, tendem a deixar os preços mais baixos, principalmente nos hotéis e pousadas, ficando mais fácil uma negociação de diária, por exemplo.

Trânsito e confusão nas estradas, esqueça. Isso praticamente não existe fora do verão e em feriadões. As estradas ficam mais vazias e mais tranquilas de se transitar com todo equipamento que normalmente carregamos.

Aproveite o momento e aproveite para visitar os locais que você não conheça.

Cidades como Paraty, por exemplo, é uma boa opção para um final de semana tranquilo e calmo. Você retorna do mergulho e ainda pode curtir a noite nessa bela cidade histórica, hoje, cheia de restaurantes, artesanatos e uma vida noturna bem agradável.

Na Ilhabela, é possível retornar do mergulho e curtir as praias desta maravilhosa ilha.

Ubatuba, conta com sua bela natureza com a presença rios e cachoeiras em um passeio ecológico.

Região dos Lagos no Rio de Janeiro, traz uma noite mais agitada com suas boates e vida noturna e agitada na cidade de Búzios.

E a região nordeste ?

Na baixa estação, os preços caem e você terá excelentes opções de destinos, ainda mais com as promoções das passagens aéreas. Hoje é possível encontrar passagens de São Paulo a Recife ou Natal, por R$ 500 / 600 ida e volta.

Se fizer as contas, verá que valerá à pena gastar um pouco mais, e poder aproveitar as águas quentes e claras do nordeste brasileiro.

As variedades são imensas, porém, pouco divulgadas entre os mergulhadores…

Quero chamar a atenção aqui, que o mergulho não é apenas entrar na água para ver peixinho.

O mergulho começa na arrumação dos equipamentos, na apreciação da natureza, na viagem de carro pela estrada, navegando até o ponto de mergulho, ou ainda, à noite com os amigos aproveitando uma noite de bate papo.

Por:

Clecio Mayrink
Editor - Brasil Mergulho

Nascido no Rio de Janeiro, ingressou no mergulho em apneia em 1983 e autônomo em 1986 pela CMAS, participando da primeira turma da PADI no Rio de Janeiro em 1990. É mergulhador Técnico Trimix, Technical Cave Diver, Advanced Cave Sidemount / No Mount IANTD, possuindo mais de 30 anos de experiência em mergulho, fotografia e vídeo subaquático.

Foi membro da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS em 2008, sendo o idealizador do portal Brasil Mergulho criado em 1998 (MTB 0081769/SP) e responsável pelo tema Mergulho no 1° Atlas dos Esportes do Ministérios dos Esportes.

Atuou na produção de diversas matérias e documentários no Brasil e no exterior, sendo uma referência para a mídia, órgãos públicos no país e diversas entidades internacionais como a ONU e UNESCO, quando o assunto é mergulho em naufrágio.

Veja também:

Tubarões brancos estão se mudando para a Flórida durante o inverno

Pesquisadores afirmam que os grandes tubarões brancos na costa leste estão fugindo do inverno rigoroso nas águas do norte dos Estados Unidos.

As vantagens de viajar usando uma operadora de turismo

Sandro César da operadora de turismo Oxtur, comenta sobre as vantagens de utilizar os serviços de uma operadora para viagens de mergulho.

Grécia permitirá mergulho em naufrágio com mais de 2 mil anos

País é bastante restritivo com mergulhos, mas vai criar seu primeiro museu submerso em navio que afundou no século 5º AC.

Mudança Climática e Turismo Marinho

Algumas considerações sobre os efeitos das mudanças climáticas nos corais e o que isso impacta no turismo no mundo.