O Sidemount é uma configuração originalmente de uso em mergulhos de cavernas, onde era necessário atravessar condutos alagados para ter acesso às demais áreas das cavernas.

Como muitos mergulhadores de caverna são também mergulhadores técnicos, isto facilitou a migração desta configuração para a comunidade de mergulho técnico.

Quando tive o primeiro contato com essa configuração em 2009, consegui reconhecer nela uma grande facilidade para todos os mergulhos. Claro que fui motivo de piada na época, porque somente eu queria usar essa configuração em todos os mergulhos, tanto de caverna, como o técnico e até mesmo no recreativo. Na época, não existiam equipamentos ou acessórios específicos para essa configuração. Tudo era “feito em casa”.

Uma das primeiras marcas a se dedicar nesse tipo de configuração foi a Dive Rite, que lançou na época o colete Nomad e que atendia aos mergulhos com cilindros duplos, simples e na configuração de Sidemount. Logo consegui um para mim e uso até hoje. Foi uma revolução no mercado de mergulho.

No mesmo ano, me tornei instrutor dessa especialidade e logo em seguida, escrevi uma especialidade para uma certificadora que não possuía naquela época o curso de Sidemount. Após mais de 10 anos, o mergulho com a configuração Sidemount ganhou vida própria, transformando-se em um dos cursos mais populares entre as certificadoras de mergulho no mundo, e atualmente só uso essa configuração.

Mesmo em curso básico, as certificadoras já aceitam que o mergulhador inicie seus cursos usando essa configuração, porém, com apenas um cilindro.

Alguns mergulhadores acreditam que essa configuração é uma “moda passageira”, mas os números de certificações parecem sugerir que esse tipo de configuração veio pra ficar. Houve um aumento de 30% em 2017 logo após o lançamento de novos materiais de treinamento em 2016. Outras certificadoras relatam tendências semelhantes.

Enquanto muitos mergulhadores de caverna utilizam Sidemount para seus mergulhos, o mesmo número utiliza para mergulhar em águas abertas e existem várias razões para escolher essa configuração.

Equilíbrio e estabilidade

O sidemount oferece equilíbrio e estabilidade melhor do que quando se mergulha com um cilindro simples ou duplo. Com o sidemount, você tem um cilindro em cada lado do mergulhador e alinhado com o torso. Isso fornece uma posição mais estável e hidrodinâmica na água, em comparação quando utilizamos apenas um cilindro nas costas.

Por exemplo, com um cilindro simples nas costas, se você precisar “vencer” uma correnteza de frente, você terá um “obstáculo” nas costas. Se a correnteza vier pelo lado, você terá uma espécie de “leme” nas costas fazendo que você gire. Sidemount, efetivamente transforma você em uma plataforma. As características de flutuabilidade dos próprios cilindros também promovem o mergulho na posição de “trim”, algo que todos os mergulhadores buscam em seus mergulhos.

Flexibilidade e configuração

Você quer usar um cilindro ou dois ?

A resposta pode depender da logística do barco e da finalidade do mergulho. No entanto, prefiro a redundância e dois cilindros em vez de um e, não acredito que se equipar seja tão diferente entre as duas opções, mas se a simplicidade e uma entrada rápida são a chave para o sucesso do mergulho, o argumento pode ser justo.

O mergulho com Sidemount não requer necessariamente cilindros especializados ou dedicados. Isso faz com que os mergulhadores (bem treinados) não precisem ter uma logística muito difícil em barcos de mergulho.

Torneiras distintas para a esquerda e direita são preferíveis, mas nem sempre estão disponíveis. Elas geralmente são encontradas apenas em lojas especializadas em mergulho técnico. Muitos mergulhadores utilizam torneiras DIN ou até mesmo Yoke. Tudo depende do tipo e objetivo do mergulho.

Foto: Clécio Mayrink

Você pode mergulhar com torneira padrão ​​e adaptadores de Yoke ?

Teoricamente sim, e se os mergulhadores estiverem em um local remoto e sem outra opção, ainda assim eles poderão entrar na água. Grande parte da intenção e razão da existência de mergulho com configuração Sidemount está relacionada com racionalização e criação de eficiência. O uso de adaptadores de Yoke contraria esses fatores, criando riscos de emaranhamento e tornando as conexões do primeiro estágio volumosas.

Conforto e Segurança

Outro conjunto de razões inclui conforto e segurança.

Com torneiras sendo posicionadas à frente do mergulhador, a facilidade de manuseá-las é  incrível, mesmo com mobilidade limitada.

Vazamentos do primeiro estágio e de cilindros, são facilmente detectados e solucionados sem a necessidade da ajuda do dupla.

A logística do equipamento antes e depois dos mergulhos pode ser mais fácil com o Sidemount, pois os mergulhadores podem transportar um cilindro de cada vez para o ponto de início do mergulho. Normalmente espera-se que os mergulhadores técnicos deem conta de seus próprios equipamentos e nem sempre é fácil o transporte deles.

Alguns mergulhadores  preferem o sidemount, pelo alívio da tensão nas costas, devido ao peso dos cilindros de mergulho.

Fotógrafos aproveitam o “espaço livre” ampliado, permitindo que olhem em cada direção, sem serem haver a limitação por causa dos cilindro nas costas, principalmente quando olham para cima.

Por fim, tudo se resume à preferência pessoal: é permitido aos mergulhadores escolherem o equipamento, da mesma forma onde se espera que sejam competentes no manuseio desse tipo de configuração.

Exploração segura

Possivelmente, uma das maiores razões para o mergulho sidemount  é permitir a exploração técnica de forma segura durante o mergulho e abrir novas áreas para mergulhadores técnicos.

Em áreas remotas, os mergulhadores técnicos podem não encontrar cilindros duplos e nem suprimentos para rebreather, e para realmente explorar um novo ponto de mergulho, quase sempre são necessários mergulhos descompressivos.

O Sidemount permite que os mergulhadores façam isso com segurança, enquanto mergulham com uma configuração simplificada e eficiente, permitindo redundância no suprimento de gás e em outros equipamentos de suporte à vida. Isso torna o Sidemount simplesmente a ferramenta perfeita para abrir um novo território de mergulho tecnológico com suprimentos ilimitados de equipamentos.

Foto: Clécio Mayrink

Logística facilitada

Mesmo em pequenas embarcações, como botes por exemplo, especialmente aquelas não personalizadas para mergulho técnico, é mais fácil guardar os cilindros simples em comparação as duplas.

O mergulho usando Sidemount permite que os mergulhadores façam uso do espaço disponível com maior eficiência, facilitando a vida da tripulação e dos passageiros.

O carregamento e o manuseio de cilindros também costumam ser mais fáceis com cilindros individuais. A maioria dos mergulhadores consegue levantar um único cilindro de sidemount até a tripulação do barco, mas poucos conseguem fazer o mesmo com um cilindro duplo.

A oportunidade de colocar e retirar equipamentos na água (com ou sem a ajuda da tripulação) também é possível, evitando deslocamentos desajeitados no barco. Obviamente, é possível colocar e retirar cilindros duplos na água, mas é certamente mais difícil do que colocar os cilindros simples na configuração Sidemount.

Outro motivo para levar seu “Kit Sidemount” para o mar aberto, é a possibilidade de melhorar ou praticar as habilidades de mergulho no ambiente sem teto. Nem todos os mergulhadores de cavernas vivem no país onde há cavernas, mas para manter as habilidades de mergulho atualizadas é vital para mergulhos mais seguros em ambientes com caverna ou naufrágio.

Sem limitações

Depois de falar sobre os motivos dos mergulhos com sidemount, vale a pena examinar suas limitações ou possíveis desvantagens.

Existe o gerenciamento de gás um pouco mais trabalhoso, exigindo que os mergulhadores alternem regularmente entre reguladores para manter os cilindros em pressões semelhantes e em equilíbrio.

Há também a questão da quantidade de cilindros de Sidemount utilizados. Tenho como padrão para um mergulho seguro, me sentir confortável, utilizando dois cilindros de gás de fundo e dois cilindros para descompressão.

Algumas pessoas acreditam que mergulhar em barcos pequenos pode ser difícil quando a configuração de Sidemount é utilizada. Do ponto de vista de um instrutor de Sidemount, isso depende da competência do mergulhador com a configuração e sua capacidade de se adaptar as diferentes circunstâncias do mergulho.

O Sidemount é mal interpretado como simplesmente colocar dois cilindros de lado e cair na água

Na verdade o Sidemount é muito mais do que isso.

Cada acessório, cada D-ring, mosquetão, cada centímetro de elástico adicionado ou cortado, fazem diferença.

Compreender os detalhes das diferentes partes móveis com a vontade de melhorar e ajustar sua configuração após a finalização do curso, são pontos de referência de grandes mergulhadores. Com isso em mente, o Sidemount pode ser perfeito para ser praticado em qualquer situação.

Um bom instrutor também fará a diferença no seu treinamento. Pesquise, pergunte, avalie antes, pois hoje encontramos muitos instrutores de Sidemount que só usam a configuração para ministrar cursos, e se eles não utilizam esse tipo de configuração no dia-a-dia, como ele terá experiência para ensinar ?

Foto: Clécio Mayrink

Por:

Vagner Marretti

Nascido em São Paulo, ingressou no mergulho em 1997. Hoje é instrutor de mergulho recreativo, Full Cave e Full Trimix de varias agências de mergulho.

Mergulhador de Sidemount deste 2009, foi um dois primeiros instrutores desta especialidade no Brasil, integrante da expedição de mapeamento da Lagoa Misteriosa em Bonito-MS no ano de 2008, sendo atualmente proprietário da empresa de manutenção Scuba Repair e Autorizada da Dive Rite no Brasil.

Também atua como instrutor dos cursos CMAut do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo e na Defesa Civil de São Sebastião.